Bioderma Brasil | PERGUNTAS FEITAS PELOS CONSUMIDORES

Allez au contenu Allez à la navigation

O sol para todos

Perguntas dos consumidores

Share

Para saber mais sobre os hábitos corretos de proteção solar, confira as respostas dos dermatologistas às perguntas feitas pelos consumidores BIODERMA.

Não é o protetor que resseca a pele, mas sim a própria exposição solar. Por isso é recomendável utilizar cuidados hidratantes após as exposições.

Para prolongar o seu bronzeado pode tomar as cápsulas de preparação para o sol 1 a 2 meses antes da exposição e aplicar todos dias um pós-solar após a exposição ao sol.

A sigla FPS significa Fator de Proteção Solar: traduz a capacidade de um protetor solar de evitar a vermelhidão causada pelo Sol. O índice de proteção UVA traduz simplesmente a capacidade do produto bloquear a radiação ultravioleta A. Não existe relação real entre ambos. Porque é importante conhecermos o índice UVA? Porque os raios UVA são responsáveis por parte dos efeitos nocivos do sol a longo prazo (melanomas malignos, envelhecimento cutâneo, etc). Um bom fotoprotetor deve ter um SPF elevado (30 ou +) e um índice de proteção UVA igualmente elevado (este deve ser no mínimo 1/3 do FPS).

O produto em si não é ineficaz, o problema está na forma como muitas vezes aplicamos o produtor solar. Como via de regra, aplicamos menos do que a quantidade indicada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, que é 2mg por cm2 de pele. Por conta desse hábito, a proteção real de qualquer foto protetor cai muito quando comparada à sua capacidade de proteção (o que está escrito no rótulo). Por isso é aconselhável utilizar produtos com FPS mais alto (50+) para garantir um maior nível de proteção real.

Tudo dependerá de alguns fatores:
1) O fototipo da pessoa em questão
2) Se vai praticar uma atividade física ou não
3) A idade
Na prática, para um indivíduo com fototipo ou pele "normal" (pessoa que queima com relativa facilidade e se bronzeia facilmente), um índice de proteção 30 é suficiente, desde que faça a reaplicação regularmente. Um fototipo muito claro (que queima sempre e nunca bronzeia) deverá usar obrigatoriamente indíces iguais ou superiores a 50 e evitando a exposição solar nas horas mais perigosas (de 10 a 16hrs). Uma criança vai precisar, em primeiro lugar de um vestuário com fotoproteção, sendo os fotoprotetores um complemento. Em circunstâncias extremas de exposição (montanha, praia, prática de esportes ao ar livre com frequência etc) necessitam um índice de proteção máximo e reaplicações muito mais ferquentes.

Nenhum fotoprotetor restringe 100% dos raios solares. Mesmo com um índice 50+ é possível bronzear. Usando este tipo de produto o bronzeado é gradual e duradouro.